O hábito da gratidão!

Há um pequeno hábito que eu pratico, que pode transformar situações difíceis em muito melhores – e isso não vai surpreendê-lo. É o hábito de gratidão.

Este é um simples hábito, e é um que muitas vezes esquecemos de praticar. Mas quando nós fazemos, ele pode transformar toda a nossa perspectiva, e com ele toda a nossa vida.

Deixe-me dar um exemplo. Cerca de anos atrás, eu me lembro de ser pega em uma intriga, e também o sentimento geral salientou sobre perder meu estudo, odiar o meu trabalho e estar infeliz com a minha saúde. Eu estava um pouco deprimida com tudo isso, na verdade.

Então eu decidi fazer uma lista mental de tudo o que eu estava agradecida naquele momento. Foi uma longa lista, e enquanto eu não posso me lembrar de tudo sobre elas, algumas das coisas que eu lembro incluem:

Eu engravidei da minha primeira filha, ainda que sem querer. Anos depois, veio meu segundo filho… Ainda bem.

Tenho um emprego, ainda que não seja o melhor emprego do mundo.

Eu sou relativamente saudável (talvez eu esteja acima do peso, mas eu não tenho nenhuma doença grave).

Eu tenho uma família amorosa (pais, irmãos, família alargada), que tanto amo.

Eu vivo em uma cidade no litoral, onde a chuva é realmente refrescante quando você está com calor.

Estou viva.

Eu posso provar comida deliciosa, cheirar flores, ver a arte, ouvir música.

Eu tenho amigos.

Eu consigo correr.

Eu posso amar.

Eu tenho uma casa com quintal.

Sou capaz de ler livros!

Eu não estou morrendo de fome, desabrigada, desamparada, sozinha, destruída por uma catástrofe natural.

A lista foi provavelmente umas 5 vezes maior, mas você começa a tem uma idéia. As coisas que eu estava negligenciando, foram agora colocadas na frente e no centro antes de mim. As coisas que eu estava sentindo mal por não irem embora, foram colocados em perspectiva. Eles foram misturados com elementos mais poderosos da minha vida em uma mistura que é em última análise, a verdadeira beleza do amor.

Sim, há coisas ruins na minha vida, e não há problema em se sentir mal sobre elas. Mas também é importante lembrar o restante da minha vida, e para lembrar que mesmo as coisas ruins tornam a vida mais complexa e interessante como ela é. A vida seria chata sem desafios!

A transformação de como eu me sentia sobre a minha vida, naquele momento de dor, foi realmente notável. Tudo o que tinha que fazer foi uma lista simples.

Eu usei este processo centenas de vezes desde então, e tudo se transformou:

Quando eu estou sentindo raiva de alguém, eu posso tentar refletir sobre o que aconteceu e ser grata.

Quando eu procrastino com um projeto, eu analiso o quanto estou grata por ser capaz de trabalhar nesse projeto.

Quando eu passando mal ou doente, eu posso me lembrar o quanto eu sou grata apenas por estar vivo.

Quando eu perco um bom amigo, eu posso lamentar, mas também procuro ser grata pelo tempo que tive com ele, e tudo o que me deu.

Quando algo ruim acontece durante a viagem, eu me lembro de ser grata por viajar, e que estes desafios são o que fazem da viagem uma aventura.

Quando alguém não gosta do que eu faço, e me critica, eu posso ser grata por eles se importarem o suficiente para sequer prestar atenção. A atenção é um presente.

Eu gostaria de fazer uma pequena recomendação que poderia ser poderosa, se você muitas vezes se esquecer de praticar a gratidão: iniciar um pequeno hábito diário.

Fique sem fazer nada por penas alguns minutos por dia meditando sobre a gratidão, ou apenas pensando sobre o que você é grato na vida. Faça isso todos os dias, com um lembrete, e ver se muda alguma coisa.

Não se apresse, não faça sem pensar, realmente tente sentir gratidão por tudo o que você faz. Sinta as boas coisas em sua vida.

Eu te desafio a ser complacente sobre a vida depois de fazer isso.

Ajude com o hábito da gratidão. Se você gostaria de alguma ajuda com esse hábito, eu convido você a se juntar a milhares de pessoas que trabalharem esse hábito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s