Aproveitar o tempo

Às vezes eu acho que sou obcecada com o uso de o tempo. Passei muitos anos da minha vida dedicada a trabalhar para ganhar dinheiro; muitos anos de minha infância gastados assistindo televisão, muitos anos, meses, dias, horas, minutos e segundos perdidos. Eu perdi um monte. Muito mais do que você imagina chegar.
Mas tudo isso acabou.

Agora cada minuto da minha vida eu me pergunto: vale a pena o tempo gasto com isso? O que eu faço? E, tanto quanto possível escolher a opção que eu considero mais importante para mim. Sinto-me responsável por escolher entre limpar a minha casa ou tomar um café com um amigo? Ver televisão ou ficar com a minha família? Será que longas horas de trabalho por mais dinheiro ou ter menos e passar mais tempo com meus filhos? Para deixar passar horas ou gerenciar o meu tempo para ser produtivo?

Olhando para a whatsapp ou ouvir o que um amigo me diz? Jogar-me no sofá ou dar um passeio pela natureza? Avançar em meus projetos ou jogar conversa fora numa tarde com os amigos? Eu posso ver as notícias ou ler um livro que eu gosto? Você termina tarefas ou procura pedir ajuda a um colega? Será que comer sozinho ou convidar toda a minha família para almoço? Passar uma hora facebook ou assistir a um documentário de meus assuntos favoritos? Posso ver um filme com meus filhos? Para economizar dinheiro ou fazer uma viagem emocionante? Para viver uma vida normal ou viver uma grande vida?

Eu acredito fortemente que nós construímos a vida que queremos, nós escolhemos a vida a cada momento o que temos.

É ainda verdade que às vezes as coisas não nos fazem sentir completos.Felizmente eu estou ciente disso e eu estou trabalhando para mudar -los .

Para viver bem tem que pagar os custos. Viver intensamente às vezes pode ser muito estressante e caótico. Cada dia é diferente e cheio de milhares de experiências. Há dias em que a minha vida é muito louca, mas e uma loucura abençoada.

Porque o tempo passa como areia em suas mãos. Porque cada um desses minutos não vai mais voltar. Porque não sabemos o tempo que resta. Porque não há uma segunda chance de viver. Esta é a minha vida e quero viver agora. Eu gostaria de compartilhar com vocês esta história de Jorge Bucay , tirado de seu livro   Deixe-me dizer-lhe

Aproveitar o tempo.

 Eu digo como usar o tempo

Era uma vez um homem que estava determinado a aproveitar a vida. Ele acreditava que ele deveria ter dinheiro suficiente para isso.
Ele tinha pensado que não há prazer real de como ele deveria ser interrompido pelo fato desagradável de ter de dedicar a fazer o dinheiro. Ele pensou porque estava tão ordenado, ele deveria dividir sua vida para não se distrair em qualquer um dos dois processos: primeiro ganhar dinheiro e, em seguida, desfrutar dos prazeres que ele desejava.Ele avaliou que um milhão de dólares seria o suficiente para viver toda a sua vida tranquila. O homem gastou todo o seu esforço para produzir e acumular riqueza.Durante anos, toda sexta-feira abriu seu livro de contas e acrescentou sua propriedade. Quando chegar a milhões a disse a si mesmo que não trabalharia mais. É o momento de prazer e diversão. Ele não deixava passar por outros e repetia, que ao chegar ao primeiro milhão começaria a querer outro.

E fiel à sua meta, fez um enorme cartaz que estava pendurado na parede: “Apenas um milhão”

Anos se passaram…

O homem continuava acrescentando e acumulando. Cada vez estava mais perto. Ele regozijou antecipando o prazer que ele esperava.Uma sexta-feira que ficou surpreso com seus próprios números: A soma foi de R$999,999,75. Estavam faltando 25 centavos para o milhão! Quase desesperadamente começou a procurar todos os coletes, calças, em cada gaveta faltando moedas … Ele não queria ter que esperar mais uma semana.

No fundo da gaveta de um armário, finalmente, ele encontrou os 25 centavos desejados. Ele se sentou em sua mesa e escreveu em grandes números:R$1.000.000,00

Satisfeito, ele fechou os livros, olhou para o cartaz e disse: – Finalmente. Agora vou desfrutar …

Naquele momento, alguém tocou a campainha da porta. O homem não estava esperando ninguém. Surpreso, ele foi abrir. Uma bela mulher vestida de preto, com uma foice na mão lhe disse:

– É a sua vez. – A morte havia chegado.

– Não … .- ele gaguejou o homem. … Eu ainda não estou preparado!

– É sua hora- disse a morte repetindo.

– Eu … É … ..o dinheiro … o prazer.

– Desculpe, é a sua vez.

– Por favor, me dar até um ano, eu acabei adiando toda a minha esperando por esse momento, por favor …

– Lamento – disse a Morte.

– Vamos fazer um acordo. – Pediu com desespero: Eu consegui reunir um milhão de dólares, tomar metade e me dar mais um ano. Sim?

– Não.

– Por favor. Tome R$750.000,00 e me dar um mês ….

– Não posso.

– R$900.000,00 por uma semana!

– Sinto muito.

– Deixe eu pedir uma coisa. Leve tudo, mas me dê pelo menos um dia sequer. Eu tenho tanta coisa para fazer, tantas pessoas que eu vejo, eu tenho adiado muitas palavras … por favor.

– É sua hora- repetido Morte, implacável.

O homem baixou a cabeça, resignado: – Tenho alguns minutos? – ele perguntou.
A Morte olhou para alguns grãos de areia em seu relógio e disse: – Sim.

O homem pegou sua caneta, um papel de sua mesa e escreveu:

Querido leitor… Seja você quem for. Eu não podia comprar um dia de vida com todo o meu dinheiro. Cuidado com o que você faz com seu tempo. É a sua maior fortuna …

outras histórias

 

“Você acha que o tempo passa rápido, […]

mas lembre-se que a cada dia

o mundo amanhece em você. “Ismael Serrano

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s